Google Translator Toolkit

August 7th, 2009 ntavares Posted in programming, pt_PT, wikipedia No Comments »

Ouvir com webReader

Traduzir artigos de outras Wikipédias para a Wikipédia da Língua Portuguesa é uma forma corrente de, pelo menos, dar um arranque aos artigos com conteúdo. Tomei agora conhecimento do Google Translator Toolkit que, muito embora proponha traduções simplistas, decerto irá ao encontro de muitos editores: torna possível rever e retocar a tradução — que é como sabemos — em dual view, para além de integrar um dicionário de acesso rápido.

Mas o que é fantástico é que a Google propõe aproveitar as correcções para melhorar o seu próprio motor de tradução. Mais um brilhante exemplo de como as comunidades podem gerar mais-valias para os projectos, ao contrário da visão tradicional. Aqui fica o vídeo de demonstração.

Ainda não testei, mas está na calha :)

AddThis Social Bookmark Button

Este fim de semana…

July 13th, 2009 ntavares Posted in lazer, mysql, programming, pt_PT, scaling 1 Comment »

Ouvir com webReader

Desta vez, num capítulo mais pessoal, os planos do fim-de-semana saíram furados. A minha opinião, que nem sequer me dei ao trabalho de me informar muito, é que espero bem que a SBSR e Música no Coração tenham sido indemnizados por isto… já vamos às críticas como as que constam no artigo do Público, mas não deve ser fácil conseguir trazer bandas deste nível, e a responsabilidade é tão grande que posso deduzir o esforço da organização em que tudo corresse bem… da nossa parte! Claro que ninguém ia imaginar que a florzinha não ia conseguir cantar [com as cordas vocais, sabem como é?] porque tinha uma lesão na perna… gosto muito de Depeche Mode, não conheço a gravidade da situação, mas não achei nada bem este cancelamento na véspera [estou a assumir que a SBSR no-la comunicou assim que tomaram conhecimento]. E, ao que parece, já o ano passado tinham cancelado o concerto.. Devem haver seguros para estas situações, e a falta de público no Porto deve ser coberta/indemnizada! Claro que não fui: eu não ia pelo festival, mas exclusivamente para ver Depeche Mode - a coincidência com Novelle Vague era excelente, porque já conheço os concertos deles e são sempre muito bons. Mas cada macaco no seu galho, esta era a noite de Depeche, e a responsabilidade pelo fracasso é deles.

Quanto aos comentários no artigo do Público, e à sensação de desilusão do público… mais uma vez estou do lado do SBSR, que ainda assim conseguiu oferecer alternativa, mesmo com o prejuízo que já se adivinhava… Xutos & Pontapés são excepcionais, The Gift também, mas quem é que podiam ter convidado na véspera do acontecimento?? Mas cada macaco no seu galho… e estes já os vi… algumas vezes :-)

Se bem que vão sempre acontecendo surpresas: lembro-me de ir ao Sudoeste de propósito para ver os The Cure e de terminar o espectáculo desiludido com eles. Porém, assisti a um espectacular concerto de Peter Murphy - que nem conhecia, vejam lá.. -, dos infalíveis Blasted Mechanism, e Chemical Brothers

Mas bem, o fim-de-semana foi salvo [com grande categoria] com uma viagem ao belíssimo Convento de Cristo [é uma vergonha - minha - que o artigo na Wikipédia esteja tão pequeno], que já de si nos deixa emocionados, sensação essa que foi agravada pela música de Nightwish - Ghost Love Score (clip), no regresso. Já os deixei passar em 2008, mas não penso que vá voltar a acontecer..

Andei a alternar o tema deste blog. Ainda não encontrei nenhum que me satisfizesse, então voltei à base, já que o último (POP Blue?!) além de ter um estilo duvidoso, nem sequer mostrava os posts completos, mas apenas uma versão condensada.. entretanto activei o reCaptcha e a malta fora da DRI já pode comentar… sejam brandos!

Ao cruzar-me com o blog do Marcos, fui parar a uma rant sobre concorrência que, por sua vez, me levou a ver este vídeo disparatado sobre o paralelismo de Erlang :-) Ele há cada um… mas interessante foi revisitar os conceitos do MapReduce e do Hadoop. Estes conceitos vão-se tornando cada vez mais pertinentes numa altura em que o volume de dados a processar se torna inimaginável - e a Google sabe-o melhor que ninguém. Do tal rant fui parar a uma exposição sobre a arquitectura do LinkedIn e, tristeza das tristezas, acabei por perceber que perdi uma belíssima oportunidade de obter os produtos da Atlassian por $5. O engraçado é que agora o link para o pedido é feito na forma vote para trazer a promoção de volta! Se é para captura de Leads, achei engraçado! Toca a votar!!

E, nesta linha de orientação, aproveito para deixar uma demonstração do KickFire (a appliance dedicada a correr MySQL), que curiosamente tinha sido apresentado na edição do ano passado. O título diz tudo: Do You Believe in Magic?. Para quem não sabe, a abordagem da KickFire é uma mistura de um CPU dedicado, um storage engine baseado em colunas, e o que eles chamam de stream processing, que é mais ou menos aquilo que nós vamos fazendo inconscientemente.

Perdi [hrm,hrm, investi] finalmente um bom tempo a ver as apresentações da MySQL Conference & Expo 2009 [slides e vídeo] (e alguns de 2008), de onde destaco: mysqlnd: How the PHP/MySQL Stack Got Better, que será uma nova abordagem à ligação do PHP com MySQL, Understanding and Control of MySQL Query Optimizer: Traditional and Novel Tools and Techniques, com aspectos muito interessantes sobre o percurso do Query Optimizer na elaboração do plano.

Estas conferências têm sido arrebatadoras. Para o ano vou [ou talvez não... :(]!

AddThis Social Bookmark Button

Ilustrando o código

July 7th, 2008 ntavares Posted in 3d, programming, pt_PT 1 Comment »

Ouvir com webReader

Ao longo dos anos, tenho encontrado formas alternativas de projectar o código-fonte que se vai fazendo em projectos de larga escala. Este tipo de projectos é um candidato especial, já que é constituído por muitos ficheiros e por várias pessoas, cuja correlação dá resultados surpreendentes. Inclusivamente é uma das fontes de estudo para as ciências sociais e de comportamento.

A utilização do 3D e geração de gráficos 2D sobre os dados evolutivos destes projectos traz-nos perspectivas engraçadíssimas da representação quer da evolução do código, quer do código propriamente dito.

Então temos um projecto, o Code Swarm, que constrói representações orgânicas da evolução de projectos de nome internacional, como o servidor web Apache (site), Python (site), o IDE Eclipse (site) ou o SGBD PostgreSQL (site). O resultado é simplesmente abismal - não se esqueçam de ligar o som.

O mais velhinho destes projectos, pelo menos do meu conhecimento, é o Linux Graphing Project de Rusty Russel, entretanto transformado no Free Code Graphing Project, que fazia uma representação do próprio kernel de Linux.

Outro tipo de projectos que merecem ser mencionados são os visualizadores de tráfego em 3D, como o glTail.rb ou o 3D-tcpdump (vídeo).

Se conhecerem mais, deixem comentário.

AddThis Social Bookmark Button